Produtividade em alta

Produtividade em Alta: Passe pela crise sem Reduzir Custos

A atual crise na economia brasileira tem forçado os empresários a fazerem manobras rápidas e eficientes para manter a produtividade em alta e escapar de cortes que vão prejudicar a empresa a longo a prazo.

Empreendedores das mais variadas áreas têm focado suas energias na gestão dos custos, no controle dos gastos fixo e na melhoria dos processos como o objetivo de manter e aumentar a produtividade, consequentemente os lucros.

O Produtivoapp oferece algumas dicas para você empreendedor utilizar na sua empresa.

 

Ações Estratégicas

  • Seja criativo e use a tecnologia ao seu favor – Reduza as reuniões e eventos físicos e comece a trabalhar com encontros virtuais. Inove na comunicação e nos processos para que ideias se convertam em aumento da lucratividade;
  • Aproxime-se do cliente – Invista seu tempo em eficiência, entenda o cliente para que a empresa promova soluções mais do que lógicas, evitando o retrabalho;
  • Use e abuse de ferramentas – Invista em ferramentas que analisam o tempo e a produtividade de sua empresa;
  • Reveja seus produtos e serviços – Pare de investir em produtos e serviços que não dão lucro. Promova mudanças para manter a qualidade e aumentar a produtividade.
  • Internalize o crescimento da empresa – Trabalhe junto aos seus colaboradores com o objetivo: se a empresa cresce, todos ganham. Estabeleça uma rotina de trabalho para que todos trabalhem com um único pensamento: o crescimento da empresa.

 

Reduções de Custos

Diante da crise e do mercado cada vez mais competitivo, a primeira coisa que passa na cabeça do empreendedor é a redução dos custos. No entanto, há pelo menos 5 cortes que definitivamente a empresa não deve fazer.

  • Evite o uso de materiais de baixa qualidade - Ao tentar reduzir os gastos de sua empresa e substituir os materiais atuais por produtos de menor qualidade com custos mais baixos, a empresa pode destruir sua reputação e todo trabalho de marketing feito junto aos clientes.
  • Não compre demais – Em tempos de crise, é tentador pensar em aumentar o estoque de matéria-prima e produtos finais pensando em compras de grande quantidade e na redução dos custos variáveis como preço unitário, dólar. Resista à essa tentação. A perda de material por validade ou depreciação (lei da oferta e da procura do mercado) pode ocasionar num prejuízo para sua empresa.
  • Mantenha sua equipe motivada – Mesmo em tempos de economia, mantenha o incentivo ao máximo da atuação de sua equipe por meio de avaliações de desempenho, de e-mails de reconhecimento, recompensas aos colaboradores mais produtivos, mesmo que não seja monetária – um jantar a dois, uma viagem num fim de semana, etc. A falta de motivação da equipe está ligada diretamente a queda de produtividade e ineficiência.
  • Não corte custos de manutenção – Ao reduzir funcionários administrativos por meio de excessiva terceirização de serviços técnicos e operacionais, a empresa afeta diretamente a segurança do ambiente de trabalho, dos seus funcionários e de seus clientes, pois aumenta o risco de acidentes.
  • Não deixe de ser empreendedor – Não caia nessa armadilha de cortar pessoal e você assumir tarefas dos seus colaboradores. Para que a empresa tenha bom andamento, o empreendedor precisar participar de todos os setores da empresa, ter contato direto com clientes e funcionários. E ele não vai conseguir estar à frente dos negócios, se estiver assumido vária funções.

 

Call to Action Ebook (Produtivo)